× iCasei

Baixe o App do nosso casamento e busque: maryerodrigo

Baixar

Sobre o casal

Como é bom recordar! Conheça os detalhes da nossa caminhada juntos

Nossa história, é literalmente história de filme, quando conhecemos algum amigo novo e contamos, ninguém acredita e sempre rende boas gargalhadas.

Rodrigo e eu nos conhecemos pelo Orkut. A rede social estava bem no inicio na época e todo mundo adicionava todo mundo sem muito filtro. Vários meninos mandavam os famosos scraps, mas eu nunca ligava muito e dificilmente aceitava a amizade. E ai um dia de fevereiro de 2005 eu cheguei em casa de uma bodas de prata e entrei no meu orkut e tinha uma mensagem do Rodrigo pra mim. No mesmo momento que li aquela mensagem veio uma voz no meu ouvido que disse “eu vou me casar com esse menino”, foi engraçado por que eu sempre conversei comigo mesma e tinha certeza que isso era mais uma vontade e carência minha, do que um sinal. Por conta disso acabei respondendo e fuxicando toda a página dele, scraps, comunidades, gosto pessoal, etc... Depois de algumas semanas se falando por scrap, Rodrigo me pediu o meu msn e algum tempo depois começamos a nos falar por msn e foi ai que começamos a nos falar todos os dias. Eu sempre muito cansada das duas faculdades e do trabalho e ele dividindo computador com os cadetes da Academia Militar.

Depois de algumas tentativas em marcar um encontro, sempre com amigos presente, na noite do dia 11 de junho eu havia combinando com 4 amigos de fazer a noite dos solteiros na Lagoa e durante a semana ele me perguntou o que eu faria final de semana. Eu disse que me reuniria com amigos e que ele podia ir se quisesse. Acabou que dois amigos furaram e só fui eu, Fabiana e a doida que morava aqui em casa. Nos encontramos em Laranjeiras bairro em que ele morava e saímos dali pra Lagoa. Chegando lá, nem deu tempo de tentar conhecer ele melhor, ele já chegou chegando, o que fez a Fabiana, nossa futura madrinha, adorar ele de cara.

Depois desse dia nos falamos todos os dias, ele ainda me chamou pra sair no dia seguinte, mas não aceitei, por que sempre é bom não ficar muito disponível. Uma semana antes de eu viajar para a Áustria ele me chamou para um baile em que ele iria representar a Aman e acredito que tenha sido lá em que ele e eu tivemos certeza que dançariamos daquele jeito pro resto da vida. A partir dai todos já sabem, viajei, e quando voltei ele me pediu em namoro oficialmente.

8 meses depois ele foi transferido pra Rio Branco no Acre e o namoro começou a ficar muito difícil. Não era tão simples ir visitá-lo, nem ele podia vir, as férias dele só eram 1 vez por ano. Passamos muitas dificildades, muita crise de ciúme dos dois lados e eu sabia que se não nos casassemos logo o namoro não ia pra frente. Ele demorou muito, na minha opinião, em me pedir em casamento, eu sabia que ele tinha mil dúvidas, na verdade medo, um medo que muitos homens tem. E foi depois de uma briga feia que tivemos, que eu fui conversar com ele e dizer tudo que eu tava sentindo, mas não toquei em nenhum momento a palavra casamento, mas eu fui tão sincera e tão dura que acho que ele ficou com medo de me perder e se arrepender, que foi só ele voltar pra Rio Branco de férias, que ele me ligou pedindo pra eu marcar a data do casamento.

Pois é não teve nenhum pedido romantico e inesperado não. Então a partir dai comecei a ver tudo do casamento e quando fui visitá-lo em Rio Branco e ele fez o pedido oficial em um sinal fechado depois de eu ficar revoltada por ele ter me levado pro cinema pra assistir o filme 300. 7 meses depois nos casamos oficialmente, em uma cerimônia linda cheia de emoção com 400 presentes. A história do nosso casamento fica pro próximo capitulo, onde vou contar, por que nos casaremos de novo.